pai

Hoje meu pai esteve na minha cabeça o tempo todo. Não sei se sinto falta de um conselho de pai, um abraço de pai. Sinto tudo e mais um pouco. Principalmente de jogar conversa fora, contar o que está acontecendo, e ouvir seus conselhos ora indecifráveis. =)

Já não moro com meus pais há muitos anos, desde os meus 16 anos, e só agora, no momento desse post, que estou percebendo quanto tempo faz! E esse tempo faz falta.. E foi justamente por estudar que eu fiquei tanto tempo morando longe.

Acho que o problema nem é estar longe, é não poder se ver quando se quer. Enquanto em Vitória, poderia pegar o ônibus, alguma carona, e viajar. Em, no máximo, 4 horas, estaria nos braços dos meus pais..

De agora, conto os dias até dezembro..

4 Respostas to “pai”

  1. iule Says:

    Eu ja estou morrendo de saudade dos meus pais com menos de um mes longe deles.Mas mesmo assim sinto que alguma coisa muda por aqui, porque pela primeira vez sou “responsavel” por mim e nao tem nem pai nem mae pra fazer as coisas pra mim. E impressionante como eu reclamei das coisas aqui durante esse primeiro mes. Desde o fato de ter duas escolas distantes pra ir de bicicleta, tomar “trocentos” tombos ,ter que escutar alemao 24h por dia e falar ,ate aprender como funciona as coisas por aqui.Apesar de tudo, eu posso dizer que vale a pena e to aprendendo muito com isso🙂

    abracao psico!

  2. alex Says:

    eu sinto imensa falta da minha mãe por perto. e olha que a encontro toda semana. mas é pouco.
    abraço

  3. dan Says:

    Iule,

    Como você não tem blog, respondo aqui. E sei que você vai ler.

    Vou praticamente replicar o que eu ouvi de um amigo sobre mim:
    Fico feliz em perceber, nas suas palavras, como você t6em crescido. Talvez você, assim como eu para comigo, não perceba isso. Mas eu percebo que você tem amadurecido muito. E isso não significa ser velho!!! hahahha Significa que você tá batalhando pra ser feliz, por um amor, por uma vida dos sonhos! E você tem conseguido! =)
    No começo, nos primeiros meses, tudo é difícil. No meio, também. Nos resto, nos outros meses, tudo fica menos difícil, mas ainda são desafios! Então, por experiência própria: isso passa! E só depois você vai perceber a magnitude de tudo que vivei. [Assim como eu também só vou encaixar tudo depois!]

    Um beijão! Boa sorte!
    Dan!

  4. iule Says:

    🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: