foto

Vejo um corvo negro, gigante, pousado no parapeito do balcão (varanda)  da biblioteca. O dia está especialmente iluminado. O sol não atinge o negro corvo,  mas  os antigos prédios que vejo daqui.

Sobre um dos telhados desses prédios, vejo um pedacinho do cume da cadeia de montanhas ao fundo, compondo o dia. E a branca neve também radiante.

A biblioteca está quase vazia — é hora do almoço. Não ouço o seu “silêncio”, mas sim um novo álbum de uma nova banda (pra mim).

E veja: o dia está só começando! Que eu seja surpreendido mais e mais vezes!

Uma resposta to “foto”

  1. iule Says:

    Aqui nao tem neve, sol, nada, so chuva. E eu, com toda minha esperteza, vim com o casaco errado(nao o de chuva).Mas hoje tem festa, isso e bom🙂
    baccio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: