Archive for abril \24\UTC 2007

finalmente roma.

abril 24, 2007

Finalmente postei as fotos de Roma no PicasaWeb [links ao lado, em photos ->]. Olhando as fotos, acho que perdi algumas fotos do bairro mais bonito que vi por lá, Trastevere..

Voltando ao presente: to ficando maluco com a faculdade e comigo mesmo. Sei que é tudo uma questão psicológica (ou seja, o problema está na minha cuca! heheheh).. Não estou tão motivado pra estudar certas coisas, não sei ao certo onde vou estudar o próximo ano (Madrid ou Vienna), às vezes me sinto perdido, às vezes me sinto o máximo! Preciso achar um emprego de verão, preciso melhorar meu inglês, preciso começar a correr, andar, me movimentar! Pra começar a mudar algo, a partir hoje tentarei escrever neste blog também em inglês, quando tempo eu tiver. [Assim, Oswaldo e Domenico podem comparar o português com o inglês.. E me corrigir, please!]

=]

Finally I posted the pics of my trip to Rome at PicasaWeb [links at the right column ->]. Taking a quick look at the pics, I realised I lost some pics of Trastevere, the most beautiful neighborhood I saw in Rome..

Back to real life! I’m getting mad with the university and, mainly, with myself. I know that’s just a psychological thing (I mean, the problem is just in my stupid mind! lol!!).. I ain’t so motivated to study some subjects, I ain’t so sure about my second year university (Madrid or Vienna, I mean, if ‘the others’ will let me study in Madrid), sometimes I feel lost, sometimes I feel ‘I’m the man’! I need a summer job, I need to improve my English, I need start running, walking jogging, move my fat ass!.. So.. to start changing something, by now I’ll try to write in English here, if I have time for that. [Thus, Oswaldo and Domenico can learn and comparer Portuguese and English.. And correct me, please!]

=]

Inglês — English

abril 20, 2007

Hoje escrevo sobre um velho assunto aqui, o nosso Erasmus-English. Termo definido pelo estrito vocabulário e pelos erros gramaticais dos alunos do programa Erasmus Mundos. (E isso me inclui.)

Sim, temos um inglês bem fraco. Não a maioria, mas eu confesso que não sou bom em Inglês, mas tenho o bastante pra sobreviver, e tenho melhorado. [Ao menos conseguimos nos comunicar e estamos progredindo!]

Mas, soltando o verbo, o que me deixa puto da vida é, quando um nativo de língua inglesa critica nosso inglês. Não construtivamente, mas com deboxe, com ares de superioridade. E isso contradiz muito com os alemães, que se sentem orgulhosos e compreensivos quando alguém demonstra interresse na língua deles.
Somos apenas alunos, e estamos aprendendo, dentro de nossas limitações. Temos nossas línguas nativas. Somos fluentes nela — português, paquistanês, alemão, finlandês, espanhol, italiano, chinês e mais uma porrada de línguas asiáticas. Então, da próxima vez que algum engraçadinho me criticar comparando ironicamente meu inglês com o seu, eu vou perguntar sutilmente: “Me desculpe, mas qual sua segunda língua?”.. E possivelmente vai ficar calado.

Pois, aqui, a maioria dos alunos (de língua-madre não inglesa) aprende/entende uma porrada de línguas. Meu inglês é ruim? Eu posso tentar alemão, espanhol, italiano ou até português, e bem fluente! Eu estou tentando aprender a sua língua, e que tal você tentar a minha???!!?!

enigmático — ou Roma

abril 17, 2007

Ok! Vou deixar de ser tão enigmático e vou escrever mais claramente sobre Roma.

Às vezes me sinto um palhaço, um bobo, as vezes me sinto fora do planeta… Alguns fatos em Roma me fizeram pensar em mudar minhas atitutes.

A primeira: não me meter no que não é da minha conta. Fui bater uma foto na “Fontana di Trevi”, nas pedras, bem perto das fontes. Fui zuar avisar um bêbado que catava moedas na água sobre uma moeda de 2 euros que eu vi, quando estava na pedra. Resumindo, o drogado bêbado me puxou para dentro da água… Centenas de turistas zoando da minha cara.. Eu todo molhado, dentro de uma fonte no meio de Roma. Mico! Num dos pontos turísticos mais visitados de Roma! Mico!.. Até achei engraçado, entrei na brincadeira, nem liguei mesmo.. Mas quando vi o vídeo que a Esti fez, com toda a cena, me senti um idiota..

trevi1

trevi2

A segunda: Estou sempre a assutar Esti (Estibáliz, do País Basco, Espanha). Tadinha, se assusta com qualquer coisa.. Basta aproximar-se, bem quietinho do lado dela, e ela quase tem um treco. Em Roma, uns amigos e eu estávamos almoçando em um bar quando vimos Esti entrar em uma cabine telefônica. Me aproximei bem quietinho e repentinamente dei um tapa no vidro.. Pra que!?!? A guria deu um grito tão alto, tão estridente.. Quase desmaiou e começou a chorar.. Que papelão, que idiota que fui.. bah.. Eu não tinha onde enfiar a cara.. Todos na rua pararam, acharam que eu fosse um maníaco, um louco, qualquer coisa.. Eu não sou nada disso, mas fui um tolo, um bobo, uma criança.

O que era pra ser só uma brincadeira se tornou uma saia justa.. Realmente foi uma brincadeira de mal gosto. E eu fiquei mal, mesmo sendo perdoado, mesmo prometendo nunca mais brincar desse jeito com ela.. Dessa vez eu ultrapassei os limites..

=/

.. bem, voltando a Roma: vou continuar a escrever amanhã. Ainda tenho a marca dos óculos, das horas de sol na missa do Vaticano. Ainda tenho a dor nas minhas pernas, de todos os degraus do Museu do Vaticano, da “Piazza del Popolo” e da “Piazza di Spagna”.

Beijo, e juízo, ‘heim’!

de volta aos dias — ou Roma

abril 16, 2007

Ainda sinto a dor de deixar Roma. Foram poucos dias, mas sinto a dor nas batatas das pernas, um joelho debilitado, uma cara inchada, dias sem sono.. E ainda um pouco anestesiado, um pouco maravilhado com a grandeza, a beleza e a expressividade de Roma. Ainda sem entender tudo direito, sem processar o que aconteceu, as coisas que vi, as ruas por onde andei.

Em alguns dias eu postarei algumas fotos. Mas não sei como filtrarei as fotos que quero que sejam publicadas. Exemplo: as fotos em que apareço. Ou principalmente um vídeo, onde Esti gravou a minha queda na Fontana di Trevi. Parece engraçado, mas como já disse em algum lugar aqui, eu me sinto estranho me vendo em vídeo. É como eu não estivesse acostumado a mim mesmo, ou sinta enorme diferença entre o que eu penso que sou e como eu me percebo me observando do mesmo ponto de vista das outras pessoas…

bah.. ta ficando complicado demais.. 🙂 Depois escrevo mais..

roma

abril 7, 2007

News: quinta-feira parto pra Roma, com quase tudo pago pela faculdade. =]

Tudo muito bom, espero. O estranho é que nem mesmo conheço Brasília (né Elton?!), mas vou conhecer Roma. E vou ver o papa. Não sei o que vai mudar na minha vida, mas vou ver o papa.. rs..

Bem, sábado tedioso, odioso. Beijunda pra Marília, Iule, Elton…

headache

abril 6, 2007

Hoje me dei conta da dor de cabeça que tenho aqui neste país de primeiro mundo. Raros os momentos em que relaxo, que descanso. Além de pensar na carreira, amigos, família, dinheiro, sobrevivência etc, ainda me aparecem umas criaturas perdidas, habitantes do “primeiro mundo”, cheias de verdades. Isso me faz pensar no meu país, em tudo que carrego em veias brasileiras. O que significa brasilidade, o que significa ser brasileiro? Ao menos não fui criado (obrigado Senhor!) como certas gurias que me dão dó, com seus pré conceitos, com sua aparente segurança e suas verdades impostas.

Verdades perdidas, falidas, impostas por um pensamento pequeno, de um cérebro(?) de um país que é menor que meu estado do Espírito Santo, no Brasil. Um país que até bem, bem pouco tempo atrás era apenas um território da antiga União Soviética. Mas bem, passar bem! Poderia ter sido pior: sou grato por não ter ouvido uma italiana consumista declarando seu apoio à guerra imperialista americana. E, thanks God!, que eu não ouvi uma pessoa dizendo que apoia cegamente tudo que o presidente dela destrói faz.

[Mas ainda tenho sorte. Apesar de ser bombardeado com todas as grifes italianas, ainda não me sinto afetado. Ainda estou livre dos vírus Gucci, DG, Armani… ] Descobri que não preciso me encaixar em nenhum padrão de consumo: não preciso comprar nada porque estou triste, ou magro, ou branco demais, ou cansado, ou com baixa auto-estima… Descobri que passear em shopping é besteira, quando não se necessita realmente de algo pra comprar.

chega.. tarde demais, tarde da noite… Boa sexta-feira santa, e bom feriado. Pra mim, até segunda. Pra vocês, até domingo.

[e não, não bebi pra escrever isso…]

resíduos do SnowDays

abril 3, 2007

Depois de tempos, posto as fotos do SnowDays.. Dá uma olhada em photos aí nos links à direita.

No mais, pesadelos de sempre, primavera chegando, semestre na metade. Angústia pra encontrar um summer job, pra saber onde vou morar em Outubro etc. O de sempre. =]

Beijo pra quem merece beijo, abraço pra quem merece abraço.